A (DES)ORGANIZAÇÃO URBANÍSTICA NA CIDADE DA PRAIA: CONTEXTO PRIVILEGIADO PARA A TRANSGRESSÃO E A DELINQUÊNCIA JUVENIS?

11/12/2013

JORGE DIAS Investigador da Universidade de Cabo Verde
 
data:  12/12/2013 | quinta -feira| horas: 09h00
 
 local: Auditório da Reitoria da Uni-CV/Plateau.

 A equipa do CIDLOT/UNICV, vem por este meio convidá-lo(a) a assistir às 24ª ,  conferências no quadro da 3ª edição do Ciclo de Conferências Cidades e globalização: perspectivas a partir do Sul Global que terão lugar no dia 12/12/2013, a partir das 9h00 no auditório da Reitoria da Uni-CV.

A conferência será proferida por JORGE DIAS, Docente e Investigador da Universidade de Cabo Verde. É Licenciado em Consulta Psicológica e Aconselhamento Psicossocial; Licenciado em Psicologia, com pós graduação em Organização e Gestão em Educação/Formação e Mestre em Psicologia da Justiça pelo Instituto Superior da Maia (ISMAI). O Professor Jorge Dias é especializado no estudo da criminologia comparada, a metodologia de auto-relato, delinquência juvenis. Sua pesquisa atual concentra-se em estudos transnacionais de delinquência juvenil e análise comparativa de homicídio. É membro do grupo de Estudo Internacional Self-Report da Delinquência (ISRD-3), um estudo colaborativo internacional com participantes de 31 países europeus e da América do Norte. Encontra-se atualmente a desenvolver a sua dissertação de Doutoramento em Psicologia Aplicada: especialidade justiça, na Escola de Psicologia da Universidade do Minho em Portugal, no domínio de Percurso de Transgressão e Delinquência Juvenil em Cabo Verde.

>> RESUMO DA CONFERÊNCIA

Nesta conferencia o autor propõe-se refletir sobre a forma como a cidade da Praia está (des)organizada urbanisticamente e as subsequentes transformações sociais, procurando discutir se constituem ou não contextos facilitadores para a transgressão e a delinquência nos jovens. Para tal, parte dos resultados do estudo “Percursos de Transgressão Delinquência Juvenil nos Jovens na Cidade da Praia: resultado de um estudo exploratório”, tratando-se de uma investigação de natureza qualitativa realizada com jovens na cidade da Praia, desde o ano de 2008 a esta data. Os resultados da investigação indicam três principais grupos de fatores que parecem determinar fortemente o envolvimento destes jovens em práticas criminais: (1) a precariedade socioeconómica, (2) o aprofundamento das desigualdades sociais e (3) a desestruturação familiar.  À luz destes resultados refletimos sobre a possibilidade da organização urbanística constituir um contexto facilitador da transgressão e delinquência juvenis.
Palavras-chave: Delinquência; transgressivos; jovens; estruturas sociais; (Des)organização
urbanística.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: